Rua Estéfano Raulik, 14, Santo Inácio - Curitiba/PR. CEP 82.010-540
41 3372-2366
wagner@printville.com.br

Curiosidades sobre sinalização viária

outubro 4, 2019

É totalmente normal usarmos as placas de trânsito nas ruas e estradas como forma de nos guiar e ficar atento às leis de trânsito. Mas nunca paramos pra pensar que todas essas placas fazem parte de um conjunto de sinais que compõe a Sinalização Viária.
Cada placa possui um significado e a cores e formas usadas não são aleatórias. No post de hoje do nosso blog vamos te mostrar curiosidades e o porquê de cada categoria de sinalização.
Todo o tipo de comunicação nas ruas e estradas utiliza-se de símbolos, legendas e pictogramas para interagir com os usuários. Mas podemos dividir a sinalização em dois grandes grupos:
– Sinalização Horizontal: usa marcações no pavimento, ou seja, no asfalto e tem objetivo de organizar o fluxo de carros e pedestres nas vias e rodovias;
– Sinalização Vertical: são as placas como conhecemos, esta sinalização tem o poder de informar os direitos, obrigações e deveres dos participantes do trânsito.

Segurança em primeiro lugar
Sua principal utilização, além da organização das vias, é garantir a segurança de todos os envolvidos, fornecendo informações importantes sobre a maneira como devemos trafegar.

Tipo de placas de trânsito
Dentro da categoria da sinalização vertical, as placas de trânsito podem ter variados formatos: circulares, octogonais, triangulares, quadradas, em forma de cruz ou retangulares.
As circulares são as placas de regulamentação, que transmitem ordens expressas de acordo com o que está na lei, em geral, são brancas, com orlas vermelhas e símbolos pretos. Como as que definem velocidade; as octogonais são as R-1 (Parada Obrigatória) e as triangulares são as R-2 (Dê a Preferência), as únicas placas de regulamentação que não são circulares.
As placas quadradas são de placas de advertência, com finalidade de alertar os usuários. Quando instaladas ficam como losangos quadrados, são amarelas com orlas e símbolos pretos, como por exemplo, a de aviso de faixa de pedestres. A Placa A-41 (conhecida como Cruz de Santo André) é a exceção, pois possui a forma de cruz, ela serve para alertar aos usuários as condições potencialmente perigosas, obstáculos ou restrições existentes na via ou adjacentes a ela.
Já as placas retangulares são usadas em sinais de indicação para orientar os usuários ou representam sinais de regulamentação e advertência compostos, são placas azuis e verdes e são de dimensões maiores, como por exemplo, placas que indicam direção e quantos quilômetros para chegar a um destino.

Exceções
Algumas placas fogem às características da maioria de seu grupo, vamos a elas:
– sinal R-1(Parada Obrigatória): placa de regulamentação é vermelha com orlas e letras brancas.
– o sinal A-14 (Semáforo à Frente), na sinalização de advertência: contém as três cores dos semáforos, verde, amarelo e vermelho.
– sinal A-24 (Obras): possui o fundo laranja, mantendo as orlas e símbolos pretos.
Também existem variações dentro dos tipos de placas: as placas de indicação tem o fundo marrom quando indicam atrativo turístico e fundo branco quando são indicativas de educação.
Quando há obras temporárias no trajeto, as placas de indicação e a sinalização de advertência são com o fundo laranja, com orlas e símbolos pretos.
Uma curiosidade interessante: a parte de trás de todas as placas de trânsito apresentam a cor preta.
Já pensou em quantos atributos e situações que as placas são importantes no dia a dia das cidades? Por isto a Sinalização Viária é vital para segurança e bom andamento no trânsito. É direito de todo cidadão ter ruas e estradas bem sinalizadas, vamos ficar atentos e cobrar as autoridades quando não encontrarmos uma via com os devidos sinais e placas.
E caso você precise de comunicação externa e sinalização viária, pode contar com a PrintVille, produzimos todo tipo de mídia de comunicação visual externa, como impressão digital em lona para outdoor, placas, cavaletes e sinalização viária. Fale com nossas equipes!